Pesquisar
Close this search box.

Meetup Bootcamp Govtech fomenta discussão sobre a inovação no setor público e a melhoria da qualidade de empreender

Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira, dia 26 de outubro, no espaço do Sebrae Agência Cop 30 ocorreu o evento Meetup Bootcamp Govtech: Impulsionando a Inovação no Setor Público por meio do Programa Startup Pará, que é executado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (SECTET). O encontro ocorreu em formato de roda de conversa e foi aberto ao público para fomentar a discussão acerca do tema.

O evento pautou os principais assuntos em relação à inovação para o setor público, para startups e a sociedade civil, para conectar ideias visionárias e órgãos governamentais para o desenvolvimento de soluções tecnológicas que otimizem os serviços públicos e a educação.

Foto: Divulgação

A princípio, o Meetup iniciou-se com a apresentação do Edital do StartUp Pará N° 002/2023 –  Bootcamp Govtech 2023, que tem como objetivo selecionar startups de base tecnológica para um Bootcamp focado no desenvolvimento de soluções inovadoras para o setor governamental (GovTech). O Bootcamp GovTech visa aprimorar as vendas das startups para o setor público, impulsionar soluções inovadoras e eficientes para os desafios governamentais, promover networking entre empreendedores, especialistas e representantes do governo, e apoiar o desenvolvimento de projetos piloto em parceria com o governo. 

 

A ideia do projeto é “atrair talentos promissores e prepará-los para fornecer soluções inovadoras e eficientes para a administração pública e o empreendedorismo local”, segundo a professora da UFPA e doutora em Ciências Agrárias, Maria Trindade, que foi a mediadora do Meeting (encontro), principalmente sob a luz da cop-30 que ocorrerá em Belém no ano de 2025.

Foto: Divulgação

Para compor a mesa de conversa, o evento contou com a participação de três convidados que são especialistas em respeito a Startup, Inovação e Tecnologia, regionais, nacionais e mundiais. No evento esteve presente o empresário e programador João Amorim, responsável por uma empresa voltada para a área da educação e GovTech.

Foto: Divulgação

O jovem empresário tomou a frente de seu primeiro projeto de sucesso quando tinha apenas 17 anos. “Na época encontramos uma solução inovadora para blockchain e meu projeto recebeu R$ 1 milhão em investimentos e foi avaliado em R$ 12 milhões. Eu sempre fui programador, desde meus 13 anos, e eu sempre quis investir na área da educação”, afirmou João, agora com 19 anos.

Foto: Divulgação

Além de João, quem compôs a mesa foi o Ceo da Interceleri, Walter Júnior, enriquecendo o bate-papo falando sobre as inovações pelo qual é responsável envolvendo educação envolta em realidade virtual. Ele é responsável pela criação do óculos de realidade virtual feito da palmeira de Miriti e produzido na Região Metropolitana de Belém. Além disso, trabalha juntamente com as comunidades de povos que lidam diretamente com a fabricação de Miriti, buscando formas de inovar a produção, sempre mantendo a sustentabilidade como um viés fundamental.

Foto: Divulgação

“Nas trilhas, nós usamos a tecnologia para gerar e facilitar o processo de ensino e aprendizagem, proporcionando uma experiência imersiva, onde ela gera conhecimentos teóricos. Estamos trabalhando agora com a ideia de laser para o corte e produção de peças em Miriti para otimizar o tempo dos artesãos, que para fazer 10 cobrinhas eles levam uma semana. Então isso ajudaria eles a pegarem encomendas maiores e só se beneficiariam deste uso”, disse Walter.

 

O último a complementar a mesa foi o professor da Escola de Governança Pública do Pará, Reinan Abreu, responsável pelo laboratório de inovação GTEAD. O professor é o principal responsável por propor a inovação no sistema público, por meio da escola de governança.

 

Ele desempenha um papel fundamental na promoção da inovação no sistema público, capacitando os servidores estaduais e municipais para enfrentar os desafios do século 21.

Foto: Divulgação

O evento foi um sucesso, abordando os principais temas relacionados à inovação no setor público, nas startups e na sociedade civil. Foi um espaço de diálogo aberto e discussões visionárias e órgãos governamentais, visando o desenvolvimento de soluções tecnológicas que aprimoram os serviços públicos e a educação no Pará.

Foto: Divulgação

EDITAL BOOTCAMP GOVTECH

 

Vale ressaltar que as inscrições para o Edital N° 002/2023 – Bootcamp Govtech 2023 permanecem abertas até o dia 08 de dezembro de 2023. O objetivo deste edital é selecionar startups de base tecnológica para um Bootcamp focado no desenvolvimento de soluções inovadoras para o setor governamental (GovTech). O Bootcamp GovTech visa aprimorar as vendas das startups para o setor público, impulsionar soluções inovadoras e eficientes para os desafios governamentais, promover networking entre empreendedores, especialistas e representantes do governo, e apoiar o desenvolvimento de projetos piloto em parceria com o governo.

 

Texto: Maria Rita Araújo (Estagiária da StartUP Pará/Sectet)

plugins premium WordPress
Pular para o conteúdo